strelitzia nicolai

 

nome popular-
nome científico- strelitzia nicolai
origem- África-do-Sul
 
 —DISPONÍVEL—
 —sob orçamento—
—not for export—
 
 
fonte
fotos:
texto:
 
strelitzia nocolai . 3761783

 Strelitzia nicolai, vulgarmente conhecida como Ave Gigante Branca do paraíso,  Banana ou selvagem são plantas com caules lenhosos eretos atingindo uma altura de 6 m (20 ft) e forma tufos que podem se espalhar até 3,5 m (12 ft).

Seu 1,8 m (6 pés)  de comprimento de longas  folhas  cinza-esverdeado dispoem-se como um leque no topo do caule, à semelhança  da madagascariensis Ravenala. A inflorescência é composta de um azul escuro na bráctea , com sépalas brancas e uma cor púrpura-azulado na “língua”. A flor inteira pode ter tanto quanto 18 cm de altura por 45 cm de comprimento e geralmente cresce logo acima do ponto onde o ventilador de folha emerge do tronco. Flores são seguidas por cápsulas de sementes triangulares.

 

Não é facil distinguir a Strelitzia Caudata da Strelitzia Alba ou Augusta e da Strelitzia Nicolai, a menos que as veja crescendo no seu habitat natural cada uma na sua latitude geográfica uma vez que elas ocorrem em diferentes regiões da África do Sul. Com outros factores imperceptíveis à observação do cidadão comum elas reunem contudo pormenores que a um observador atento não escapam.

A Strelitzia Nicolai tem pétalas azuis sendo sua inflorescência consistida por várias espatas

A Alba tem folhas de cor mais clara, enquanto que o Nicolai tem folhas verde-azuladas.

A Strelitzia caudata apesar de extremamente rara está mais próxima da Strelitzia Alba pois ambas têm inflorescencias simples com uma única espata. Já as pétalas da Strelitzia Caudata são lilás claro ao azul com os lobos basais formando como que uma ponta de seta mas com a cauda menor. As pétalas da Strelitzia Alba são brancas com lobos arredondados não apresentando a cauda proeminencia significativa.

Nicolai é uma das três espécies de Strelitzia, qualquer delas nativas da África do Sul. A  Nicolai é restrita à Floresta Ombrófila costeira e à mata do leste da África do Sul a partir do Great Fish River norte de Richards Bay . A outra espécie é encontrada mais ao norte.

A planta prefere, solos bem drenados e ricos em matéria organica  com exposição a meio sol. A planta apenas tolera geadas leves.

A propagação é através da divisão de touceiras, as compensações e das sementes, mas note que as plantas necessitam de muitos anos de crescimento antes que eles começam a florescer. [1] Mesmo em condições favoráveis suas sementes germinam com alguma dificuldade, e os seus sistemas de raízes invasoras sentem-se mais favoravelmente a pleno solo.

 

 

Os comentários estão fechados.