gengibre espiral

nome popular—gengibre espiral,
 gengibre torre vermelha, cana de jabali, apagafogo, sangrafogo
especie—costus barbatus
origem—Costa Rica
 
 
 we’re developing efforts to proceed, in the shortest amount of time to presentation of this website also in English and French. It is a time consuming job, whose articles are being presented, gradually. We regret this inconvenience
 
nous développons des efforts de procéder, dans le plus court laps de temps à la présentation de ce Website aussi en Anglais et en Français. C’est un travail fastidieux, dont les articles sont présentés progressivement. Nous regrettons cet inconvénient
 

—DISPONÍVEL—

—not for export—

 
fonte
foto: www.ecologicstation.com
texto: www.ecologicstation.com

Herbácea, perene, apresenta-se ereta, inclinada ou deitada, com hastes suculentas e sem ramificações, com altura que varia de 60 a 140 centímetros. As folhas, brilhantes, encontram-se  dispostas em espiral. Suas inflorescências são do tipo espiga em tons vermelho/ bordô, com flores tubulosas amarelas.

Popularmente conhecida como gengibre-barbado, gengibre espiral, gengibre torre vermelha, cana de jabali, apagafogo, sangrafu, essa herbácea tem nas flores o seu grande referencial. Elas apresentam-se amarelas, protegidas por brácteas (uma folha modificada, que fica imediatamente abaixo da flor ou no eixo central de uma inflorescência, que se diferenciam bastante das normais) com tons entre o vermelho e o bordô.

O seu contraste, somando-se ao verde das folhas, faz uma composição sem igual. Acrescentando a isso, a forma como as folhas estão dispostas nas hastes, semelhantes a uma escada em espiral, faz dela uma escolha de eleição. Podem ser usadas em filas ou em maciços. Adora estar à meia-sombra, embora também suporte mas, com alguma dificuldade, o sol directo preferindo solos ricos em matéria orgânica (que deve ser mantido umedecido). Apesar de não tolerar geadas, convive com relativa facilidade com climas temperados, desde que hajam algumas cautelas na protecção dos ventos e geadas. Multiplica-se por divisão de rizomas ou por estacas (com o corte das hastes na base e enraizados em estufa), bem assim por sementes.

Os comentários estão fechados.