pimenta, red savina

nome popular – pimenta, red savina
nome científico – capsicum chinense
origem –
pungência – +++!!!+++Schoville Heat Units
 
—DISPONÍVEL—
 
—em lotes de 11, 22, 44, 88, 176 e 352 sementes—
— cotação para lote 11 sementes, 3,90€—
—restantes lotes serão cotados proporcionalmente ao número de sementes sofrendo descontos de 10, 20, 30, 40 e 50%, respectivamente—
 
fonte
texto: http://pt.wikipedia.org/wiki/Savina-vermelha

A Savina-vermelha ou Red Savina é um cultivar da pimenta Capsicum chinense obtida por criação seletiva para obtenção de frutos maiores, mais picantes e ácidos. Ela também é chamada de Língua do Demônio Dominicana ou Pimenta bola-de-fogo na Guiana[carece de fontes?].

É creditada a Frank Garcia, da Califórnia, a criação da Red Savina. O método de seleção das estirpes mais picantes utilizado por Frank Garcia não é conhecido.

A pimenta é protegida pelo governo americano, pela Plant Variety Protection Act.

Embora algumas amostras medidas tenham atingido as 577.000 unidades na escala de Scoville, a maioria dos exemplares não atingem esse valor, mesmo utilizando sementes da Savina-vermelha oficial. O The Chile Pepper Institute na New Mexico State University em Las Cruces, Novo México nos EUA, fez vários testes científicos à savina-vermelha, nos quais a pimenta não atingiu as 250,000 unidades na escala de Scoville.

Em Fevereiro de 2007, a pimenta savina-vermelha foi ultrapassada pela pimenta Naga Jolokia como a mais picante do mundo, no Livro Guinness dos Recordes. A savina-vermelha manteve este título de 1994 a 2006.

fonte
texto: http://www.pimentas.info/forum/viewtopic.php?f=45&t=618

Se analisarmos bem a RED SAVINA, podemos concluir que ela não é uma habanero. Embora existam dezenas de habaneros, já notaram que a red savina não se assemelha com nenhuma quanto ao seu formato? Quando muito ela se assemelha a algumas scotch bonnet. Pode ser questão de local, clima ou outros fatores, mas a minha red savina, plantada em vaso do mesmo tamanho dos outros onde estão plantadas as habaneros, tem um pé bem menor. A red savina é uma espécie modificada. A título de comparação, a dorset naga que foi produzida através de seleção de sementes da naga morich, ao que tudo leva a crer, originou uma pimenta considerada distinta, e isso, hoje é fato incontroverso, porque então dizer que a Red Savina é uma habanero? Oras se existiram seleções, alterações, hibridações ou modificações, tais trabalhos, por certo seriam para se produzir uma nova variedade. Se fosse para se fazer apenas alterações da mesma planta, para mantê-la como tal, apenas com características modificadas, melhor seria escolher-se o da caminho da modificação genética laboratorial, tão contestado e utilizado para outras sementes: soja, milho, algodão, etc. Na realidade, para mim ela é uma “nova” pimenta que não se encaixa dentre aquelas definidas como habaneros. Contudo, para fins de comércio, creio eu, o termo habanero foi mantido em seu nome, por ser sugestivo, chamativo e sinônimo de pimenta tida como ardida.

fonte
texto: http://www.pimentas.info/forum/viewtopic.php?f=45&t=618

Considero a red savina como não sendo uma habanero. A Savina-vermelha ou Red Savina é um cultivar da pimenta Capsicum chinense obtida por criação seletiva para obtenção de frutos maiores, mais picantes e ácidos. Ela também é chamada de Língua do Demônio Dominicana ou Pimenta bola-de-fogo na Guiana.
Seu criador ao que se sabe é Frank Garcia, da Califórnia. Os métodos de seleção utilizados são desconhecidos.
A pimenta é protegida pelo governo americano, pela Plant Variety Protection Act.
Embora algumas amostras medidas tenham atingido quase 600.000 unidades na escala de Scoville, a maioria dos exemplares não atingem esse valor. O The Chile Pepper Institute na New Mexico State University em Las Cruces, Novo México nos EUA, fez vários testes científicos à savina-vermelha, nos quais a pimenta não atingiu as 250,000 unidades na escala de Scoville.
Dito isso, tenho para mim que ela nem é uma habanero nem é tão ardida assim. São duas lendas numa mesma pimenta, que embora sendo bem picante e saborosa, carrega duas invenções mercadológicas.

Os comentários estão fechados.