strelitzia reginae aiton mandela´s gold

 

nome popular – strelitzia regiae mandela’s gold
nome científico – strelitzia regiae aiton
origem – África-do-Sul
 
 —DISPONIVEL—
 —sob orçamento
 —not for export—
 
fonte
foto:
texto: www.ecologicstation.com

  Em tudo semelhante à sua irmã laranja, ela distingue-se pelo amarelo ouro das suas espectaculares  inflorescências.

A planta é muito resistente com preferência por sol directo, tolerando inclusivé temperaturas até -3ºc. Não se esqueça contudo de a proteger dos ventos norte e das geadas para que não sofra atrasos na floração.

A espécie Mandela ouro é extremamente popular gerando grande procura no Médio e Extremo Oriente bem assim nos EUA,  apresentando-se, apesar da crise, Portugal, como destino de eleição a considerar.

Ao adquirir algum jóvem exemplar desta magnífica variedade botânica, sua paciência vai ser testada ao limite pois vai ter que se preparar para esperar 4—6 anos pelo  fluorescente amarelo dourado das suas flores, bem mais vivas do que o laranja da sua congénere.

A Strelitzia reginae mandela gold é uma rara forma amarela da Strelitzia Reginae tambem conhecida por flôr do guindáste

  A floração amarela é conhecida há um bom par de anos tendo surgido pela primeira vez em França, Califórnia, Australia, Japão e África do Sule em alguns locais como o Eastern Cape e em Kirstenbosch e no desértico jardim botanico nacional de Karoo, contudo sempre de forma isolada.

Deixadas à sua propria sorte estas sementes não teria seguramente encontrado viabilidade pelo que supostamente terão sido polinizadas por uma planta laranja.

Para obter o “progenie” amarelo, duas plantas amarelas elas deverão ser cruzadas entre si.

Em Kirstenbosch, na dácada de 70, havia 7 plantas em berçario.

John Winter, curador, terá nessa altura dedicado o seu tempo na senda de um projecto com o objectivo de aumentar esse stock.

Após quase 20 anos de estudos e cuidadosos trabalhos de polinização, 1994 viu construir um volume tal de exemplares que permitiu a sua introdução no circuito comercial internacional.

Foi lançada e iniciada a sua comercialização sob o nome ‘Kirstenbosch Gold’ até 1996, altura em que o NBI — South África National Biodiversity Institute, concedeu a permissão para a renomear de Strelitzia Reginae mandela’ s gold em homenagem a Nelson Mandela.

Os comentários estão fechados.