strelitzia caudata

 

nome popular – estrelitzia caudata,
estrelitzia da montanha, bananeira selvagem
nome científico – strelitzia caudata
origem – África-do-Sul
 
—DISPONÍVEL—
—sob orçamento—
 —not for export—
 
 
fonte
foto:
texto: www.ecologicstation.com
 
 Strelitzia Caudata, popularmente conhecida por strelitzia das montanhas ou bananeira selvagem é uma planta extremamente rara,  nativa das montanhas a leste na África do Sul. Expedições  orientadas  especificamente com o objectivo de proceder à recolha de sementes ao interior da Suazilandia resultam com frequencia em fracasso pela  sua obvia e frequente destruição por predadores naturais  e/ou por se encontrarem obsoletas pela deteriorização pela exposição ao tempo chuvoso. Essas sementes são as mais cotadas no mercado internacional e as mais difíceis de obter de entre todas as variedades de strelitzia. Estamos a realizar plantações desta variedade no sentido  de a vir a introduzir no mercado nacional e promover seu estabelecimento.
Pode ser usada como uma planta de interior, tem folhas enormes como o Nicolai.
Altura sensivelmente igual à de bananeira, com até 8m e um ventilador em forma de coroa. Ela forma uma longa cauda como ponta na extremidade da folha.

É originária da África do Sul e encontra-se em estado selvagem na Suazilândia, em terrenos íngremes de pastagens e em altitude.
Floração em forma de um grande barco azul-escuro em forma de brácteas (espata) 45 cm de comprimento, azul e pétalas brancas.
Sua propagação e  cultivo é análoga a todas as Nicolai ou Strelitzia Reginae mas, com poder germinativo bem mais reduzido.

Não é facil distinguir a Strelitzia Caudata da Strelitzia Alba ou Augusta e da Strelitzia Nicolai, a menos que as veja crescendo no seu habitat natural cada uma à sua latitude geográfica uma vez que elas ocorrem em diferentes regiões da África do Sul. Com outros factores imperceptíveis à observação do comum cidadão elas reunem contudo pormenores que a um observador atento não escapam.

A Strelitzia caudata apesar de extremamente rara está bem mais próxima da Strelitzia Alba pois ambas têm inflorescencias simples com uma única espata. Já as pétalas da Strelitzia Caudata apresentam basicamente tons creme indo até ao lilás claro ou ao azul com os lobos basais formando como que uma ponta de seta mas com a cauda menor. As pétalas da Strelitzia Alba são brancas com lobos arredondados não apresentando a cauda proeminencia significativa.

A Strelitzia Nicolai tem pétalas azuis consistindo a  sua inflorescência em multiplas espatas

   Da altura das bananeiras, com até 20 pés, e uma coroa em forma de leque, a planta reage favoravelmente em ambientes com temperaturas de 20-25 graus 

 

 

 

 

Os comentários estão fechados.